ELRDLogotipo-02
image-528

facebook
youtube
instagram
whatsapp

Histórico atuação e proposta de atividade da Roda de Leitura

26/08/2020 14:00

Escola Livre de Redução de Danos

Edital Apoio Emergencial ELRD para ativistas,

Histórico atuação e proposta de atividade da Roda de Leitura

Produção selecionada no Edital de Apoio Emergencial da ELRD para ativistas, artistas e trabalhadores informais. Autora: Magda Santiago O Grupo Cultura

Produção selecionada no Edital de Apoio Emergencial da ELRD para ativistas, artistas e trabalhadores informais.

 

Autora: Magda Santiago

elrd-png-1593729743.png

O Grupo Cultural do Alto José do Pinho foi fundado em 1980 por artistas das áreas poética, política, performática, educativa, ritualística os quais celebravam a vida e a resistência. Foi também nesta época e sobre este nome que realizou a produção e apresentação do espetáculo da Paixão de Cristo, inovando bastante ao fazê-la em sua maior parte em forma de dança, nas ruas do bairro do Alto José do Pinho e adjacência, além de outras atividades relacionadas ao teatro e a educação.

Em 1983 e 1984 o grupo concebeu, produziu e executou com algumas bandas locais, incluídas no conceito do movimento roqueiro do bairro o primeiro, segundo e terceiro “Gesto Atitude e Rock Roll”, evento solidário que trouxe o impacto na movimentação musical do bairro. Após esse processo, o grupo realizou uma series de ações voltadas para a arte e a educação com cunho social, através de recreações, recitais, vídeos debates e outros eventos, que continuaram a acontecer em pequenas proporções, muitas vezes nas casas dos próprios atuantes. Estes eventos foram se acentuando e se fortalecendo com a marca cada vez mais enfática na ritualidade, no teatro, na performance na pedagogia e significativamente na Poesia.

Esses novos eventos rituais, recitais começaram reaproximar colaboradores e aproximar novas pessoas, ao ponto de, a partir de 2000, o Grupo fazer uma releitura do nome, reconhecendo que, apesar de múltipla diversidade de seus membros, era de fato a ideologia geral sócio poético o que os agrupava. Sendo assim, passa a se chamar POESIS – Grupo Cultural do Alto José do Pinho.

O POESIS sempre realizou eventos sistemáticos anuais, em praças, mercados públicos, ruas e demais locais da cidade, tais como:

  • Prévia de carnaval do Alto José do Pinho;
  • “Encontro de Teatro, Dança Poesia e Performance do Alto José do Pinho: uma tentativa e reencontra-se”, no mês de março;
  • O “Agosto a POESIS”, ritual político, poético, performático, ritualístico celebra a vida e valoriza aqueles que apesar de todas as diversidades conseguiram sobreviver aos massacres multidimensionais existente, no mês de agosto;
  • A “Jornada Visceral pela reconquista da territorialidade”, evento realizado durante todo mês de outubro;
  • “A véspera da morte há vida”, no mês de novembro; e
  • “O Natal Verdadeiro dos Guerreiros que amam se sobrepõem as miserabilidades do cotidiano e se impõe como uma possibilidade humana e visceral”, no mês de dezembro.

  

Ao observamos que em nossos eventos tínhamos um público bastante infanto-juvenil e com base na vulnerabilidade do entorno, o POESIS passa a intensificar suas ações voltadas para arte e educação com cunho social, através da Roda de Leitura, segmento do POESIS que, de forma lúdica e transformadora, busca a socialização, a interação, a auto-estima, o respeito à cidadania, ao hábito de solidariedade de crianças e adolescentes da comunidade do Alto José do Pinho e adjacências. 

A Roda de Leitura trabalha temas como meio ambiente, humanização, direitos da criança e adolescente, violência urbana, consumo e tráfico de drogas, abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, utilizando a leitura em suas várias linguagens como estratégia de aprendizagem. A atividade resgata ainda as brincadeiras infantis, como cantigas e brincadeiras de rodas, contação de estórias e recitais de poesias.

O público atendido pelas atividades da Roda de Leitura em geral são membros das comunidades e, em especial, crianças, adolescentes, jovens e adultos em situação de risco, os grupos freqüentadores das praças, os movimentos culturais políticos sociais das proximidades e cidadãos como um todo, por meio do processo de vivencias, para que seus participantes possam desenvolver, na própria comunidade, ações culturais, de lazer, esportivas, lúdicas, dentre outras, fortalecendo inclusive a cidadania, a educação, o meio ambiente e outras áreas promotoras do desenvolvimento humano.  Desta forma, a Roda de Leitura conta com parceiros nas áreas artísticas e pedagógicas, contribuindo no aprimoramento técnico da execução das ações para atendimento da comunidade.

 

Algumas Referência: 

  • Movimento Cultural Morro Desce a Ladeira – Bairro do Morro da Conceição - 
  • Movimento Cultural Boca do Lixo. 
  • Grupo Ifha rha dhá de Arte Negra - Olinda.
  • ATO- Associação de Teatro de Olinda

      


 

Contexto: 

Os eventos realizados pela Roda de Leitura acontecem em vários bairros da Cidade do Recife, Pernambuco. Em áreas que em seu entorno encontramos muitos morros (outros bairros) com escadarias, ladeiras, encostas. A economia é basicamente informal e gira em torno de comerciantes locais, moradores, profissionais autônomos, músicos e artistas da comunidade. Sempre enfocando a cultura popular, como maracatus, reisados, movimento literário e outras expressões populares. Em Zona Especial de Interesse Social - ZEIS, tendo em vista os alto indicadores de vulnerabilidade social ali encontrado: 

Onde a População tem menos do ensino fundamental, levando boa parte das pessoas ao subemprego; 

Crianças que vivem em famílias com renda inferior à 1/2 salário mínimo;

Onde mulheres com idade de 15 a 17 anos possuem filhos.

Além dos indicadores oficiais de vulnerabilidade, os bairros também estão mergulhados num contexto social muito delicado, uma vez que o consumo de álcool e outras drogas, o tráfico, a violência urbana, a baixa alta estima por parte de alguns moradores, a ausência de políticas públicas, o abuso e a exploração infanto-juvenil estão presentes no cotidiano da comunidade. 

Ao mesmo tempo, contrariando as dificuldades de sobrevivência,somos conhecidos como uma das referências na cidade do Recife, pela diversidade de nossas atividades, pelo jeito criativo e guerreiro de luta permanentemente, mesmo que de forma alternativa pela transformação e justiça social. Assim, sempre fortalecemos os movimentos sociais formados basicamente por grupos culturais, grupos de mães, rádios comunitárias, associações de moradores, vamos utilizando estratégias diversas e lúdicas no enfrentamento desse contexto que nos encontramos.   

Os voluntários que constituíram a Roda de Leitura são envolvidos nas execuções das atividades a partir da observação e reflexão sobre a falta de incentivo à leitura e a necessidade de capacitar o público infanto-juvenil a serem cidadãos e agentes de continuidade dos trabalhos de Roda de Leitura, uma vez que o aprendizado escolar é difícil e a relação humana muito desgastada. As crianças das comunidades convivem no contexto social onde o lazer é voltado para o uso do álcool, bem como o alto nível de tráfico de drogas e a prostituição infantil. Infelizmente muitas não estão ligadas a nenhum trabalho sociopolítico cultural que venha a mudar essa realidade. Também observamos que, em nossas comunidades, muitas crianças ficam as noites nas ruas dos bairros, a mercê de muitas oportunidades negativas para sua educação e desenvolvimento como cidadão. Neste horário, os seus responsáveis estão ligados à TV ou em outros afazeres e as crianças ficam numa situação de risco.

Neste sentido, o projeto veio com a proposta política de continuidade ao enfrentamento do processo de marginalização pelo qual tem passado o grande número de crianças e adolescentes das comunidades. Temos a consciência de que é um desafio trabalhar uma ação coletiva que proporcione sensibilizar o ser humano para uma melhor relação no cotidiano, mas contamos com uma rede de parceiros que contribuem de diversas formas para que o trabalho voluntário da Roda de Leitura tenha continuidade e proporcione às crianças uma infância com direito ao lúdico e ao imaginário, por meio da proposta incentivamos as brincadeiras populares e as cantigas de roda como estratégia de proteção, aprendizado social e conscientização política com cidadania para crianças e adolescentes, contribuindo para a mudança no comportamento destes, além de estimular que os mesmos atuem futuramente como agentes multiplicadores dos trabalhos que a Roda de Leitura efetua, contribuindo para um melhor contexto social e qualidade de vida em nossas comunidades.Procurando sempre incentivar a leitura em suas várias linguagens, iniciando este hábito desde a infância, principalmente as oriundas de comunidades carentes e com altos índices de vulnerabilidade;

O projeto beneficiará diretamente crianças e adolescentes atendidas pela Roda de Leitura, sendo eles do sexo femininos e masculinos, com idade entre 7 e 12 anos, todos matriculados na rede pública de ensino.

Para execução desta proposta, são realizadas reuniões de planejamento das atividades, com o propósito de agendamento dos espaços com parceiros para o desenvolvimento das atividades, bem como os contatos com os oficineiros voluntários para nivelamento pedagógico e execução das atividades propostas.

 

Atividade proposta: 

Realizar um encontro da Roda de Leitura com brincadeiras e cantigas de roda: o encontro da Roda de Leitura se dará em uma praça ou rua da Cidade do Recife  com 2 horas  de duração, com as crianças e adolescentes atendidas pelo movimento POESIS através da Roda.Neste  encontro utilizaremos livros, cantigas de roda numa versão que não reforce a prática de violências doméstica e urbana muitas vezes vivenciada por eles, proporcionando um ambiente de harmonia. Músicas que contribuem para concentração e iniciação dos trabalhos com expressão corporal com atividades afins. Também acontecerá uma oficina de construção de brinquedos artesanal, dinâmicas de grupo. Temos a sensibilização de não ignorar os temas abordados por eles espontaneamente, que na maioria das vezes estão relacionados à necessidades de atenção e afeto. 

Durante a atividade são  utilizada técnicas especificas para coleta de material a serem usados na concepção e diagramação do  zine 3, que contará a vivência da Roda de Leitura, mas um sonho do movimento, pois o grupo entende a importância de registrar de forma literária a prática/vivência da Roda de Leitura, pela contribuição que vem dando na transformação de conduta, comportamento, pensamento, atitude e práticas das crianças participantes , mudança de comportamento relatada pelos familiares, também realizamos  técnicas que proporcione a (auto)identificação de agentes de multiplicação das atividades, com intuito de dar continuidade a Roda de Leitura. Neste terceiro zine  pretende expor trabalhos sociais e educativos vivenciados nos encontros , fortalecendo nossa redes de trabalho integrado. Será uma atividade para pessoas em vulnerabilidade, a programação será construída em rede pois não  possuímos recursos garantidos para nossa atuação, além de recursos assegurados para nossas sobrevivência pessoal,é com um elo de Cultura e arte que atuamos . Além disso, contamos com grupos parceiros, que também contribuímos em suas ações, dentre eles Coletivo de Jovens. Educadores, Educandários, Amigos,sempre envolvidos em nossas ações ,utilizando todas as estratégias de organização que forem possíveis, principalmente nas comunidades  e cidade do Recife.

 

Resultados esperados com nossa atividade

  • Melhoria do relacionamento humano entre as crianças da comunidade, desenvolvendo o hábito da leitura, possibilitando que as crianças e adolescentes sejam capazes de exercer sua cidadania;
  • Que as crianças atendidas façam uso da leitura e da arte para transformação pessoal e social;
  • Que as crianças dê continuidade aos trabalhos da Roda de Leitura, pelo aprendizado através das atividades realizadas;
  • Que o público beneficiado pelo projeto perceba a revitalização da arte, da vida, da educação como alternativas voltadas para a inclusão social;
  • Crianças com auto-estima elevada, descobrindo a sensibilidade da vida, do ser humano, da consciência do seu valor, de que é diferente e precisa ser respeitada;
  • Que haja a disseminação dos trabalhos da Roda de Leitura para outras lideranças e comunidade, por meio do zine, incentivando inclusive a replicação do projeto e a ampliação do número de beneficiários.

 

 Meios de Verificação: 

 

A verificação dar-se-á através de observação pedagógica e atenta dos oficineiros/as quanto ao comportamento das crianças e ao envolvimento delas nas atividades; Relatório fotográfico e instrumentos pedagógicos com produção das crianças nas atividades realizadas pela Roda de Leitura com objetivo de observar a mudança de comportamento dos beneficiários, além de ser um momento de formação e disseminação do conceito de trabalho da Roda de Leitura. 


 

Equipe  

Coordenadora

Educadores

Apoios são jovens e são mulheres.

 

  • Magda Santiago – Coordenadora da Roda de Leitura
  • Mauricéia Santiago – Educação Especial
  • Gerson Braga – Musico, Terapeuta
  • Regis Moreira – Movimento Cultura Morro Desce a Ladeira
  • Jailson de Oliveira – Pedagogo (Poesis)
  • Fátima Soares – Sebo itinerante. Escritora e Professora 
  • Lucia Melo – Circulo Feminino

 

Em todas as atividades da Roda de Leitura e do POESIS, contamos com a participação de pais, mãe e familiares dos assistidos. Eles muitas das vezes participam das atividades de planejamento e, durante as atividades de campo, atuam com os educadores e parceiros, executando diversas atividades tais como distribuição de lanches, organização de espaço, acompanhamento das crianças, apoio à divulgação das atividades, participam nas reunião de planejamento, organização do espaço público (apoio à realização das brincadeira, varrição de ruas, distribuição e recolhimento de materiais), dentre outras.


facebook
youtube
instagram
whatsapp
SiteO-LogoG
1
1
Create Website with flazio.com | Free and Easy Website Builder